Com a temperatura esquentando a proliferação de mosquitos aumenta incluindo dos mosquitos transmissores da dengue. Por isso, a Secretaria de Saúde de Chopinzinho, através do Departamento de Vigilância em Saúde, intensificou em outubro os trabalhos voltados no combate a dengue.

  • Compartilhe no Facebook

Foto: Assessoria.

Estão sendo desenvolvidas várias ações educativas, como palestras de orientação e informação nas escolas da rede municipal, com o intuito de que as crianças aprendam e desenvolvam o cuidado na própria residência.  “As crianças são nossa porta de entrada no cuidado e prevenção do mosquito, pois as mesmas reproduzem o conhecimento e as informações em casa com os pais ou responsáveis, atingindo assim uma maior realização de pequenos cuidados diários na eliminação do mosquito e, com isso, diminuindo os criadouros”, diz a Agente de Endemias, Monica Ghidin.

O trabalho da Equipe de Endemias é realizado diariamente nos bairros de toda cidade. As visitas domiciliares são constantes, com o intuito de orientar e levar a prevenção à comunidade. Também é feito monitoramento de 15 em 15 dias, nos locais com maior possibilidade de desenvolvimento dos mosquitos, os Pontos Estratégicos (como borracharias, ferro velhos, cemitério municipal, fábricas de pré-moldados e batalhões de polícia).

  • Compartilhe no Facebook

Foto: Assessoria.

Periodicamente é feito o LIRA, que é uma ação de coleta de larvas, que tem como finalidade saber a incidência de infestação do município. Hoje estamos com um LIRA de 0,2 de infestação, considerado Baixo Risco. Outra ação é o Dia D contra a Dengue, que acontece nas sextas-feiras, com a integração dos Agentes Comunitários de Saúde e o Agentes Comunitários de Endemias de determinada área e que promove visitas de orientação para eliminação dos criadouros e a própria doença.

“Os trabalhos em relação a dengue são realizados durante o ano todo, mas nesta época, início de verão e verão, necessitamos ter mais cautela e disseminar a informação dos cuidados com esta doença em todo o município”, conta a Coordenadora da Equipe Sandra Silva Toigo. No entanto, vale destacar que a população é grande aliada no combate, devendo fazer sua parte: cuidando de sua casa, quintal e do lixo, em especial. Cuidados simples fazem uma grande diferença na eliminação dos criadouros do mosquito em nossa cidade.

Da redação, com informações da assessoria.