O fumacê está sendo feito nos bairros da cidade. Foto: Edson Zuconelli.
  • Compartilhe no Facebook

O fumacê está sendo feito nos bairros da cidade. Foto: Edson Zuconelli.

Os casos de dengue vêm preocupando a população de Chopinzinho, sudoeste do Paraná. Na última quinta-feira (31) o município registrou mais casos de infecção pelo vírus transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti, totalizando 16 até o momento.

+ Em uma semana, Sudoeste confirma 111 novos casos de dengue

“Já temos confirmado 16 casos, é o segundo município com número de casos na regional de saúde. Temos quatro casos importados e os demais são de Chopinzinho”. Comenta o Secretário Municipal de Saúde Ivo Liciano Leonarchik.

Hoje a cidade registra focos do mosquito em toda sua área urbana, “antes era mais no bairro Nossa Senhora Aparecida, agora ele tomou uma proporção bem preocupante. O vírus encontra-se praticamente em todos os bairros da nossa cidade”. Destaca Leonarchik.

Os agentes de saúde estão reforçando as visitas nas casas e conscientizando a população, ao mesmo tempo procurando novos criadouros do Aedes Aegypti. A população pode colaborar, verificando o quintal se existe recipiente que acumule água.

 

Descaso

A secretaria informou também que pessoas que contraíram a doença não respeitaram as indicações médicas. Segundo a Coordenadora de Atenção Básica de Saúde, Marceli Cervo, “a nossa preocupação está sendo com o descaso da população, especialmente os pacientes que são diagnosticados com dengue e que não estão levando a sério as orientações da secretaria de saúde”.

Todo paciente com suspeita ou confirmação da doença deve seguir as devidas recomendações, na busca de evitar a proliferação do vírus, “no período que a pessoa está com os sintomas, ela tem sete dias em que o vírus fica no organismo e se o mosquito picar essa pessoa ele fica com a doença e posteriormente pode picar outras pessoas e transmitir a os vírus”.

Em relação aos pacientes que desrespeitaram as ordens da secretaria, esses casos estão sendo encaminhado ao Ministério Público, segundo a secretaria de saúde o aumento em casos de dengue se deve por essas pessoas terem saído de suas residências, “alguns casos relacionamos com pessoas que estavam contaminadas e não respeitou o período de sete dias, elas estavam em comércios, visitando vizinhos, outros bairros e são pessoas que disseminaram os casos de dengue em Chopinzinho”. Salienta Marceli.