Aproximadamente 60% dos beneficiários do Bolsa Família de Palmas, Sul do Paraná, ainda não realizaram o acompanhamento de saúde. O prazo termina no dia 30 de junho.

O acompanhamento faz parte das condicionalidades do Bolsa Família, são compromissos assumidos pelos beneficiários e pelo poder público para a superação da pobreza. A obrigatoriedade atinge recém-nascidos, crianças de até 5 anos, meninas de 9 a 14 anos, e mulheres com idade fértil, todos devem ser pesados, medidos, e ter o calendário de vacinação atualizado. As que estiverem grávidas também devem fazer o pré-natal. As demais faixas etárias de idade devem realizar o acompanhamento duas vezes ao ano.

No município 4.350 pessoas são atendidas pelo Bolsa Família, dessas, apenas 1.314 realizaram o acompanhamento, o que representa 40% das famílias. Índice preocupante, pois os que não fizerem estão sujeitos a perca do benefício.

A responsável pelo setor de acompanhamento da Secretaria Municipal de Saúde, Luciane Conrad, solicita para quem ainda não compareceu as UBS (Unidade Básica de Saúde), a se dirigirem o mais breve possível, evitando filas e transtornos com o cancelamento do recebimento do beneficio. A pessoa deve portar documentos pessoais, cartão bolsa família e carteira de vacina dos beneficiários.

Os atendimentos estão disponíveis em todas as Unidades de Saúde do Município: Posto Central, Klubegi, Rocio, Santuário, Lagoão e Eldorado. Das 8h00 às 11h30, e das 13h00 às 17h30 de segunda a sexta-feira.