O Boletim Epidemiológico da Dengue da semana passada registrou aumento no número de casos autóctones da doença e um crescimento preocupante no município de Capanema, no Sudoeste do Paraná. No total, foram confirmados 38 novos casos autóctones em todo Estado, chegando a 19

Uma semana antes do boletim ser divulgado, Capanema tinha apenas um caso importado e 11 notificações. Agora, são nove casos em que as pessoas foram infectadas no próprio município, outros quatro importados e 43 notificações sob investigação. “Trata-se de um crescimento bem relevante”, confirma a médica veterinária Ivana Belmonte, do Centro de Vigilância Ambiental em Saúde.

Segundo ela, estão sendo tomadas medidas de controle e sensibilização da população para combater os focos de mosquitos transmissores. Também será aplicado inseticida com o fumacê, para reduzir a infestação do Aedes egypti.

O fumacê já está sendo feito em algumas cidades do oeste e sudoeste; Nesta semana, será iniciado em Londrina. A veterinária alerta, porém, que o fumacê apenas diminui a população do mosquito adulto. Mas se não forem eliminados os criadouros, nascerão novos mosquitos.

De acordo com o boletim, a dengue está confirmada em 54 dos 399 municípios do Paraná, mas há casos de notificação, ainda não confirmadas, em 264 dessas cidades. São 7.736 casos em investigação no Paraná.

O boletim completo pode ser encontrado no link http://www.dengue.pr.gov.br