Foto: Douglas Nunes.
  • Compartilhe no Facebook

Foto: Douglas Nunes.

Um dos métodos para se evitar a proliferação das larvas do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue e exterminar o mosquito adulto contaminado é executar o controle químico.

A Secretaria Municipal de Saúde de São João utiliza o ‘fumacê’, uma solução de inseticida e óleo mineral que ganha a forma de fumaça ao ser impulsionada num jato. São duas as formas de aplicação, a primeira delas é com a substância cipermetrina, em bombas pequenas (costais) que são utilizadas pelos agentes de saúde para exterminar o mosquito infectado em locais onde foram notificados os casos, quebrando a cadeia viral. A segunda forma é com o larvicida em bombas grandes acopladas em veículo, quando se detecta focos da dengue.

Na tarde desta última quarta-feira (23), uma equipe começou a aplicação do inseticida em alguns pontos da cidade de São João com suspeita de contaminação. O “fumacê” é reaplicado no período de quinze dias em um intervalo de cinco dias cada.

Segundo informações da Secretaria de Saúde, já foram confirmados dois casos de dengue e dois casos e zikavirus aguardando confirmação em São João.