As comunidades indígenas da Aldeia Caingangue, que ficam nos territórios dos  municípios de Chopinzinho, Mangueirinha e Coronel Vivida, estão preocupadas com a saúde dos indígenas, por isso algumas medidas preventivas estão sendo tomadas. Na tarde desta segunda-feira (8), foi divulgada uma nota, com base na portaria 404/2020 da Funai – Fundação Nacional do Índio, a qual impede a entrada de vendedores ambulantes e indígenas de outras aldeias.

A medida se faz necessária por conta da crescente contaminação de povos indígenas pelo vírus da Covid-19 em aldeias de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Segundo Márcio Kókoj, integrante da Asaikg – Associação Sócio Ambiental Indígena Kaingang-Guarani, a preocupação aumentou ainda mais nas aldeias com a noticias de um óbito em Santa Catarina.

Quem desrespeitar a determinação será punido pelas autoridades indígenas e se segurança pública, nesse caso a Polícia Militar.

Foto: Márcio Kókoj