O Suicídio é um fenômeno complexo e há a necessidade de se considerar vários fatores, desde o fator econômico e social, as questões orgânicas e psíquicas. Neste sentido quando pensamos o fenômeno do suicídio, quando pensamos em ações de prevenção e/ou políticas públicas de saúde na área, é imprescindível o engajamento de toda a sociedade.

Por isso, o Setembro Amarelo ganha relevância e o dia 10 de setembro é oficialmente o dia mundial de prevenção ao suicídio. O mundo todo fala sobre o fenômeno e passa olhar para o tema de forma mais sensível e atenta. É o mês de maior visibilidade e para além dos serviços e instituições públicas, a sociedade se articula de forma mais engajada com as ações de prevenção, com as políticas públicas e as campanhas de sensibilização, podendo resultar daí um cuidado que se estenda ao longo do ano.

Desde janeiro de 2018 a Secretaria Municipal de Saúde vem desenvolvendo ações, com a finalidade de trazer o fenômeno do suicídio como pauta urgente, deste modo,passou-se a notificar todos os casos de tentativas de suicídio, com a finalidade levantar o índice real dos números e assim, oferecer o atendimento de forma mais rápida e efetiva.

Também em 02/07/2018 foi implantado o Comitê Municipal Intersetorial de Prevenção ao suicídio, pois entendemos que, sendo o suicídio um fenômeno complexo, não basta somente prestarmos o atendimento nas urgências, há a necessidade de envolver toda a sociedade, para pensarmos juntos políticas públicas de prevenção e de promoção de saúde. O Comitê Municipal Intersetorial de Prevenção ao suicídio, é composto por representantes da secretaria de saúde, da Assistência Social, Educação, CAPS AD (Centro de atenção Psicossocial Álcool e outras drogas), CAPS II Regional (Centro de atenção psicossocial para transtornos mentais), além das instituições de ensino, com as universidades, CVV (serviço de valorização da vida), todos os hospitais do Município, a Oitava regional de Saúde, Ministério Público, entre outros.

O Comitê Municipal de Prevenção ao suicídio, juntamente com o Comitê Municipal de Saúde Mental, irão desenvolver uma série de ações durante o mês de setembro direcionadas a população, além das ações e campanhas internas. A CVV irá ministrar palestras e Cines debates nas Escolas e no dia 29/09 fará a Caminhada pela vida, no Parque Alvorada. A secretaria Municipal de saúde, através das unidades de saúde estarão desenvolvendo a campanhas de sensibilização junto à população.

A UTFPR, fará uma mesa redonda com palestra e debate para seus servidores e estudantes.  A UNIPAR, através do Projeto de Extensão do Curso de Psicologia, desenvolverá intervenções pontuais e palestras nas Escolas Estaduais, Municipais e Empresas. O CAPS AD Municipal, irá ministrar palestras nas escolas para os alunos e professores, sobre a relação entre suicídio e o uso de drogas. Os Hospitais através de seus grupos de trabalho e comitês de segurança e qualidade irão desenvolver ações internas, com servidores e pacientes.

A Unioeste desenvolverá ações de sensibilização junto aos acadêmicos e servidores, além de desenvolver uma oficina de prevenção ao suicídio durante a Semana Acadêmica do Curso de Serviço social. O Ministério Público também desenvolverá ações de sensibilização junto aos servidores. Para finalizar o setembro Amarelo, no dia 28/09/2018 será realizado uma Campanha de Sensibilização e Prevenção ao Suicídio, na Praça da Matriz, com a presença de todas as instituições.

Estes são alguns exemplos de ações desenvolvidas pelas instituições que compõe os Comitês e pela Secretaria Municipal de Saúde, lembrando que o trabalho do Comitê, através de todas estas instituições e da Secretaria de Saúde, não se limita ao mês de setembro.  Os membros do Comitê Municipal de Prevenção ao Suicídio se reúnem a cada dois meses a fim de fortalecer o trabalho que vem sendo desenvolvido e pensar ações e estratégias de enfrentamento.

Importante ressaltar também, que desde o início de 2018, quando iniciou-se todo este trabalho intersetorial e de rede, a partir das notificações, atendimento e monitoramento dos casos e das ações de prevenção  desenvolvidas pelo Comitê,  os índices de suicídio no Município vem diminuído.  No ano de 2017 foram 14 casos de suicídio no Município, no ano de 2018 foram 11 e em 2019 foram 06 casos, o que significa que o esforço de todos e a mobilização da sociedade, vem gerando resultados positivos, este olhar atento da sociedade para o fenômeno é fundamental para pensarmos na prevenção e promoção de saúde.

 

Acompanhe a matéria na íntegra: