Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
27 de maio de 2022
Rádios

Sanepar discute investimentos em saneamento com comunidades quilombolas de Palmas

Geral

por Guilherme Zimermann

IMG_20220510_194155236
Publicidade

A Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná) promoveu nesta terça-feira (10), no auditório da Associação Comercial (Acipa), uma reunião com as comunidades quilombolas de Palmas para tratar sobre a construção da nova estação de tratamento de esgoto e do novo sistema de captação de água, que terão parte de suas estruturas instaladas dentro dos territórios quilombolas.

Conforme o diretor de meio ambiente e ação social da Sanepar, Júlio Gonchorosky, em entrevista à Rádio Club FM, a reunião e os estudos que estão sendo realizados pela companhia, têm o objetivo de abrir o debate com as comunidades sobre os benefícios que as novas estruturas trarão, além da possibilidade de contrapartidas a serem oferecidas pela empresa aos moradores dos territórios. Ouça no player abaixo:

No inicio deste mês, a Sanepar oficializou o investimento para a construção da nova estação de tratamento de esgoto, que vai substituir a estrutura existente e terá capacidade de tratar 100 litros de resíduos por segundo. O projeto prevê também a execução de 4,2 quilômetros de interceptores e emissores.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a Sanepar, a nova estação será construída a cerca de 3,5 quilômetros à frente de onde funciona atualmente o sistema de tratamento.

A previsão é iniciar as obras no fim do ano. A partir da assinatura da ordem de serviço, o prazo de execução previsto para a obra é de 360 dias, com início de operação ao término das obras civis e elétricas.

Outro projeto refere-se à um novo sistema de captação de água. Atualmente, o sistema de captação e tratamento funciona no rio Caldeiras. A companhia projeta uma alteração, levando a captação para o Rio Bandeira, na região próximo ao Abarracamento. A estimativa da Sanepar é que o novo sistema tenha capacidade de captar 150 litros de água por segundo. A previsão é que as obras tenham inicio em 2024.

Publicidade