Menu Últimas Notícias
Grupo RBJ de Comunicação
Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação,
02 de julho de 2022
RÁDIOS

Safra de maçã teve redução de 34% em Palmas

Fatores climáticos impactaram na produção nacional, que também registraram queda 30%.

Agricultura

por Ivan Cezar Fochzato

12642792_900301246755042_446163693817063373_n
Publicidade

A safra de maçãs 2021/2022 teve redução de 34% em relação ao ano passada. Os produtores de Palmas retiraram dos pomares, 8,4 mil toneladas contra 12, 8 mil na safra passada. O motivo da queda: chuvas acima da média na florada e colheita e seca no período de crescimento do fruto.

Conforme o Diretor Técnico da Associação Brasileira dos Produtores de Maçãs (ABPM), Ivanir Dalanhol, a queda local segue a verificada nos demais pomares do sul do Brasil, que  no passado ano passado colheu 1,2 milhões de toneladas contra  860 mil toneladas, atualmente.

[Grupo RBJ de Comunicação] Safra de maçã teve redução de 34% em Palmas

Informou que as perdas foram ainda maiores  na variedade Fuji, que no período de colheita entre abril e maio, enfrentou excesso de chuva e  perdeu qualidade, sendo direcionada para o processamento industrial e com menor valor, se comparada aos frutos para consumo in natura.

“Com a variedade Gala tivemos ótimos resultados. Já a Fuji apresentou queda de até 50% no aproveitamento em alguns pomares”, disse ele. Citou  seu exemplo que em um dos  pomares, das 43 toneladas colheitas em um hectare, foi para a seleção e embalagem 21 toneladas. “O restante, parte foi para a indústria e o restante apodreceu pelo ecesso de chuva”, explicou.

Publicidade