Com início na manhã desta quinta-feira, 10, estendendo-se até ao meio dia de sexta-feira, 11, na Casa de Formação Divino Mestre, em Francisco Beltrão, acontece Capacitação para Capacitadoras da Pastoral da Criança da Diocese de Palmas-Francisco Beltrão, para o Guia do Líder e Brinquedos e Brincadeiras. Estão assessorando o encontro Edenilso Cunico (Pastoral da Criança nacional) e Lurdinha (Pastoral da Criança do Núcleo Provincial da Arquidiocese de Cascavel). Participam coordenadoras paroquiais/ramos.
Guia do Líder
O Guia do Líder é o livro de referência para todos os trabalhos da Pastoral da Criança. Nele, são encontradas informações e orientações para os voluntários sobre os cuidados que as mães devem ter desde a gestação e em toda a primeira infância, para que seus filhos desenvolvam-se plenamente. Também contém informações sobre direitos e deveres, educação da criança, promoção da paz na família e alimentação saudável.
A primeira edição do Guia do Líder foi publicada em 1987. Desde então, mais de um milhão de exemplares já foram impressos. Este material educativo é atualizado periodicamente, considerando os avanços das áreas da saúde e do desenvolvimento infantil, as alterações em leis que afetam gestantes e crianças, bem como as sugestões que chegam dos líderes da Pastoral da Criança que atuam nas comunidades. Também é revisado por profissionais que são referência na área materno-infantil, pertencentes à Universidade Federal de Pelotas, Universidade de São Paulo, Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, Sociedade Brasileira de Pediatria e Ministério da Saúde.
De 2014 para 2015, os profissionais da coordenação nacional prepararam a versão mais recente, que agrega a nova metodologia da ação de Acompanhamento Nutricional – em fase de expansão, para chegar a todas as comunidades acompanhadas.

Brinquedos e Brincadeiras
Os capacitadores aprendem a confeccionar brinquedos a partir de material reciclável e como objetivo ampliar as oportunidades para as brincadeiras infantis apoiando as famílias na construção de um ambiente favorável ao desenvolvimento de suas crianças. Promover a defesa do direito da criança de brincar por ser uma necessidade para o desenvolvimento infantil; incentivar e valorizar a brincadeira de livre escolha da criança: ela brinca pelo brincar e não para responder a um pedido, ordem ou objetivo do adulto.