• Compartilhe no Facebook
São os pais que transmitem à criança as primeiras noções sobre a vida e o mistério de Deus a partir do amor, do afeto e da fé que testemunham. No entanto, quando a criança chega à idade de frequentar a catequese, muitas famílias acabam outorgando essa tarefa exclusivamente ao catequista. A catequese familiar fica esquecida.

  • Compartilhe no Facebook
Diante dessa realidade, a Igreja sente a necessidade e a urgência de despertar a família para uma união entre a catequese familiar e a catequese paroquial, envolvendo a família em todo o processo catequético da criança. Assim, os pais tornam-se os primeiros catequistas dos filhos.

Na Diocese de Palmas-Francisco Beltrão, as Paróquias desenvolvem importante trabalho na pré-catequese (catequese infantil), através da metodologia do Crescer em Comunhão. A experiência vivida na Concatedral Nossa Senhora da Glória (Francisco Beltrão), proporciona quatro encontros mensais com a catequese familiar, sendo um coletivo – no centro comunitário paroquial – e os demais com a catequese na casa, fortalecendo a família como Igreja Doméstica.

  • Compartilhe no Facebook
Através da assessoria da Pastoral Familiar (Concatedral), na quarta-feira, 24 de abril, às 19h15min, ocorreu o encontro mensal, no centro paroquial Pedro Granzoto (Concatedral), com a participação de 18 famílias. No primeiro momento, os pais e crianças foram trabalhados em separado, como a reflexão do mesmo texto bíblico, culminando com trabalho em conjunto. Conforme depoimentos dos pais, a dinâmica levou a conscientização da importância dos pais assumirem a responsabilidade de catequizar seus filhos, como missão autêntica da família cristã.

Por Luiz Carlos Bittencourt, assessoria de imprensa e pascom diocesana