No dia 27 de abril de 2016, o Papa Francisco nomeava, o então padre Edgar Xavier Ertl, como Bispo da Diocese de Palmas/Francisco Beltrão, Sudoeste do Paraná. Reitor da Província Nossa Senhora Conquistadora dos Padres e Irmãos Palotinos, Ertl conhecia bem a região para a qual havia sido designado.

Sudoestino de Nova Prata do Iguaçu, foi ordenado padre em 1996, por Dom Agostinho José Sartori. Vinte anos depois, assumia a mesma cátedra ocupada por seu bispo ordenante.

Dom Edgar e seus pais, Francisco e Valéria Ertl
  • Compartilhe no Facebook

Dom Edgar e seus pais, Francisco e Valéria Ertl

Sua caminhada religiosa iniciou em 1985, no Seminário São Vicente Pallotti, em Palotina. Fez a primeira Consagração Perpétua em maio de 1996 e sua a ordenação presbiteral em dezembro do mesmo ano, em Boa Esperança do Iguaçu. Começou seu trabalho em Colorado do Oeste, Rondônia.  Em seguida foi enviado à Roma, onde obteve o título de Mestre em Teologia Dogmática pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma. Ao retornar de Roma, em 2003, passou lecionar na Faculdade Palotina (FAPAS), em Santa Maria (RS). Além disso, durante seis anos foi Reitor do Colégio Máximo Palotino. De 2010 a 2016, atuou como Providencial da Congregação dos padres Palotinos.

Em 23 de julho, na Concatedral Nossa Senhora da Glória, em Francisco Beltrão, diante de familiares, amigos, autoridades e fiéis, ele tomava posse como Bispo Diocesano. No dia dia seguinte, sob o lema “Em Cristo Sou Vosso Servo”, Dom Edgar assumia a cátedra em Palmas, sede da Diocese.

Participando pela primeira vez da Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, em Aparecida do Norte, no Estado de São Paulo, iniciada na última terça-feira (26), Dom Edgar, juntamente com outros 22 bispos nomeados entre 2016 e 2017, recebeu as boas-vindas do Episcopado brasileiro, que lhe desejou frutuosa missão à frente da Igreja do Sudoeste do Paraná.