• Compartilhe no Facebook

Irmãs Marlene das Graças Schutz Rozeng, Maria Corina Warmeling, Gabriela Giza e Clair Martins da Rosa.

A primeira missão de nossas comunidades religiosas é rezar, além de trabalhar e sacrificar-se pelo bem do próximo como Igreja aqui nesta Diocese que o Senhor nos colocou. Quando iniciou essa realidade da pandemia, nossa comunidade assumiu como missão rezar para que se encontrasse a solução de tudo isso. Então intensificamos oração diante do Santíssimo Sacramento Eucarístico. Durante o tempo quaresmal rezávamos o Terço da Misericórdia. Passaram-se alguns dias e nossa madre geral pediu a todas as comunidades que fizessem escalas de momento de Adoração, de modo que tivéssemos o Santíssimo exposto durante todo o dia.

Quando iniciou o tempo Pascal senti forte a inspiração de pedir a Jesus ressuscitado pelo fim da Pandemia. Inspirada no Terço da Misericórdia comecei a rezar algumas jaculatórias a Jesus Ressuscitado, fonte de vida plena e alegria.  Rezei durante um mês individualmente até que um dia partilhei com a irmã Corina minhas orações e sugeri que rezássemos em comunidade para que houvesse um discernimento comunitário.  Ir. Corina digitou a oração e fez algumas correções, acrescentamos algumas jaculatórias significativas e passamos a rezar comunitariamente, sendo essa uma experiência de muita Fé.

Como surgiram as lives do “terço” da gloriosa ressurreição

Muitas pessoas nos ligam e pedem oração para rezarmos segundo suas intenções. Sempre rezamos a oração dos nossos fundadores através, da qual alcançamos a muitas graças inclusive um milagre que levará nossa Madre Maria Mantovani à Canonização, na Argentina pela oração das Irmãs.

Ante a tantos pedidos de oração novamente partilhei com a comunidade a sugestão de fazer live do “terço” da gloriosa ressurreição”, visto que os pedidos de oração eram de todos os lugares do Brasil.  Assim poderíamos partilhar com outras pessoas essa possibilidade de intercessão junto a Jesus. A comunidade acolheu com alegria, pois também sentiam essa necessidade de rezar com mais pessoas e começamos através do facebook. Era para ser somente uma novena, mas os pedidos foram aumentando, as pessoas foram participando e estamos ainda rezando.  Está sendo uma valiosa experiência de fé. São tantos pedidos e agradecimentos.  Rezamos pela solução da situação da pandemia, pelos enfermos, pelas famílias, pelas pessoas enlutadas, pelos trabalhadores em locais de risco… enfim, “pela vida”. Já não é só nossa comunidade rezando. Existe um grande grupo de pessoas rezando conosco nesta comunidade virtual em comunhão de oração olhando sempre com muita fé e esperança para Jesus pedindo que, pela sua “Gloriosa Ressurreição” dê Vida e Saúde ao mundo inteiro. Uma oração simples despretensiosa inspirada na oração de Santa Faustina, por um mundo necessitado de “vida e esperança” que precisa fixar o seu olhar em “Jesus ressuscitado” e acreditar que, mais do que a vida terrena ele nos dá a “ressurreição”.

Marlene das Graças Schutz Rozeng. Congregação das Pequenas Irmãs da Sagrada Família – EISPAL – Escola de Integração Social de Palmas.  A comunidade também conta com a presença das Irmãs Maria Corina Warmeling, Gabriela Giza e Clair Martins da Rosa.

Entrevista com Ir. Marlene: