A assembleia inicia nesta quarta-feira, 6 e se estende até dia 14 de abril.
“A Assembleia Geral tem por finalidade a vivência colegial dos bispos do Brasil, sendo sinal de comunhão, unidade e vida fraterna. Nos reunimos para refletir sobre o momento atual da Igreja e buscar caminhos para anunciar o Evangelho. Trata-se de uma reunião de muito trabalho, estudos, oração e partilha”, explicou o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, em entrevista coletiva à imprensa, nesta terça-feira, 05.
Durante a coletiva, dom Leonardo Steiner apresentou aos jornalistas os principais temas de trabalho e a programação da 54ªAG, entre eles o tema central, “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade – Sal da terra e luz do mundo”.
De acordo com o bispo, o texto sobre o laicato vem sendo estudado pelos bispos há três anos e agora será levado para apreciação e votação. “Desejamos, agora, refletir sobre o papel dos leigos e sua missão na vida da Igreja e da sociedade. Queremos pensar, também, como podemos ser mais atuantes na sociedade. O leigo está presente na cultura, na Igreja, na vida da política e da sociedade de forma real e concreta. Por isso, é preciso discutir como então anunciar o Evangelho nessas diferentes realidades com a presença dos leigos e com a força do Evangelho”, disse dom Leonardo.
Em um primeiro momento, haverá debates em grupo a respeito do texto sobre os cristãos leigos preparado pela Comissão para o tema central. Posteriormente, a redação será apresentada em plenário e, na sequência, votado; podendo receber emendas dos bispos e sugestões de ajustes.
Entre os temas prioritários, estão previstos, ainda, “Liturgia na Vida da Igreja”, a 14ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, a conjuntura político-social, a mensagem “Pensando o Brasil: crises e superações” e as mudanças do quadro religioso no país. Dom Leonardo recordou que a CNBB sempre oferece contribuição pastoral à vida da sociedade brasileira, por meio das notas e mensagens da presidência da entidade. Fonte: CNBB e Pascom
A Diocese de Palmas-Francisco Beltrão está sendo representada pelo Pe. Geraldo Macagnan, Administrador Diocesano.
Em sonora anexo, Dom Leonardo Steiner (Secretário Geral da CNBB) e Pe. Geraldo falam da expectativa da assembleia.