A Diocese de Palmas-Francisco Beltrão realizou, no dia 17 de junho, na Casa de Formação Divino Mestre (Francisco Beltrão), encontro diocesano da Pastoral do Dízimo. A assessoria foi do Pe. Valdecir Badzinski (Pároco de Pinhão – Diocese de Guarapuava e coordenador do Clero do Regional Sul 2 – Paraná). Teve a presença de representantes de diversas paróquias. O tema foi, “O método de evangelização a partir do dízimo”.

Disse Pe. Valdecir que o método de evangelizar a partir do dízimo precisa ser em conjunto e de crescimento entre a pastoral e a arrecadação: “O dízimo é um instrumento especial para evangelização dos fiéis na paróquia”. O sentido do dízimo está na relação de agradecimento a Deus e o compromisso com a comunidade, afirma Pe. Valdecir: “São as duas vias. O que Deus nos faz, nós retribuímos de alguma forma, podendo ser através do dízimo consciente. A comunidade não vive sem a arrecadação e sem os seus fiéis”. Entusiasmo e alegria são fatores importantes nos agentes da Pastoral do dízimo, diz o palestrante: “Se temos uma equipe engajada, entusiasta e consciente do que está fazendo, leva as pessoas a se sentirem envolvidas na vida paroquial”.

A sabedoria e a inteligência são fatores que devem ter os líderes da pastoral, explica: “A inteligência é fruto do conhecimento, o conhecimento se adquire estudando: “A Pastoral do Dízimo deve ser composta por agentes conhecedores do campo que estão atuando, assim podem levar com clareza o objetivo da pastoral, por isso ela será eficaz na evangelização”.

Como mensagem aos agentes da Pastoral do Dízimo, Pe. Valdecir destacou a importância da continuidade do trabalho pelo bem da Igreja para as ações evangelizadoras: “Nós precisamos das pastorais e movimentos. Trabalhar e conscientizar a partir do dízimo é fazer uma Igreja diocesana dinâmica, acolhedora, que encanta, que atrai, não pela obrigação, mas uma Igreja viva e de pastorais em conjunto”.

Sonora com Pe. Valdecir Badzinski: