No sábado, 6, duas famílias venezuelanas foram acolhidas pela Diocese Palmas-Francisco Beltrão. A iniciativa faz parte do Plano Nacional de Integração para venezuelanos nas Dioceses do Brasil, lançado no dia 2 de outubro pela Diocese Roraima junto com a Cáritas Diocesana, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Cáritas Brasileira, e outras entidades parceiras. O Plano denominado ‘Caminhos de Solidariedade: Brasil & Venezuela’, tem por objetivo promover ações de integração para atendimento digno aos homens, mulheres, crianças, jovens, idosos e grupos técnicos vindos da Venezuela.

As famílias chegaram em Francisco Beltrão por volta das 6h30min, onde seguiram para o Centro de Formação Divino Mestre e foram recepcionados com um café, juntamente com Padre Emerson Dettoni, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora e Dom Edgar Xavier Ertl, bispo diocesano.

De Beltrão, o padre Andrelisson Neckel e as famílias seguiram para Saudade do Iguaçú, onde a paróquia da cidade e demais lideranças leigas providenciaram residência e trabalhos para estas famílias. Richard, um dos venezuelanos que veio com sua esposa Adriana, grávida, e com sua filha, também chamada Adriana, disse se sentir muito agradecido com o acolhimento, que pretende trabalhar muito para o bem-estar de sua família e para ajudar quem lá ficou. O casal Maria e Luciano, muito emocionados, relatam ainda estranheza, mas alegria com o carinho recebido e a esperança de ajudar suas famílias que permanecem na Venezuela.

Para Dom Edgar, este acolhimento é um gesto concreto, evangélico e de fé. “É uma grande rede de solidariedade que está acontecendo, o povo de Israel também caminhou e migrou de um lado para outro, nossa missão como católicos é evangelizar, este é um ato evangelizador. ”

Nesta semana mais uma família é esperada, desta vez o acolhimento será na Paróquia Santa Izabel, em Santa Izabel do Oeste, e pela comunidade católica.