• Compartilhe no Facebook

Foto de arquivo da 159ª Festa na Catedral – Palmas.

Nesta quinta-feira, 6 de agosto, é celebrado Senhor Bom Jesus, Padroeiro da Diocese de Palmas-Francisco Beltrão. Mas para falar do padroeiro, temos que relembrar um pouco da história da diocese.

No ano de 1836, era fundada a Catedral de Palmas, por bandeirantes vindos de Guarapuava e Palmeira – PR. A Prelazia de Palmas foi criada pelo Papa Pio IX, dia 09 de dezembro de 1933, formada pelos municípios de Palmas, Chapecó e Clevelândia, além de uma parte dos municípios de União da Vitória e de Cruzeiro (hoje Joaçaba – SC), abrangendo o Oeste catarinense e o Sudoeste do Paraná.

A Diocese de Palmas foi criada no dia 14 de janeiro de 1958, desmembrando o território da Prelazia, as dioceses de Palmas (Paraná) e Chapecó (Santa Catarina). O primeiro bispo foi Dom Carlos Eduardo de Bandeira Mello, tomando posse em 12 de dezembro de 1936.

Em 14 de junho de 1970, o segundo bispo, Dom Agostinho José Sartori, tomou posse em Palmas.  Dando sequência à história da Diocese, chegou o terceiro Bispo, Dom José Antonio Peruzzo e por último, Dom Edgar Xavier Ertl. Importante lembrar que no episcopado de Dom Agostinho houve a nomeação para Diocese de Dom Luiz Vicente Bernert, bispo auxiliar.

Então, hoje 6 de agosto, é um dia significativo para a Diocese de Palmas-Francisco Beltrão, quando celebra seu padroeiro Senhor Bom Jesus.

(Foto de arquivo da 159ª Festa na Catedral – Palmas).