Em uma noite de chuva e baixa temperatura, os fiéis devotos de Nossa Senhora de Fátima ocuparam todos os 60 lugares destinados para participação na celebração da 9ª Novena que aconteceu no Santuário Diocesano de Fátima em Palmas, nesta quarta-feira (13). O bispo de Palmas-Francisco Beltrão, Dom Edgar Xavier Ertl, presidiu a Novena e Santa Missa.

Em sua homilia, Dom Edgar, destacou a importância do Santuário para a diocese e região Sudoeste do Paraná e Oeste de Santa Catarina. Lembrou ainda que em 1950, Dom Carlos Eduardo Bandeira Sabória de Mello, quando visitou Fátima, em Portugal, concebeu diante de Nossa Senhora, na Cova da Iria, a ideia de trazer para Palmas, uma imagem da Virgem de Fátima, réplica da que se venera na própria Capela das asparições. Em 1953, por ocasião da vinda da imagem de Nossa Senhora de Fátima, a Palmas, Dom Carlos teve a intenção de edificar um Santuário que imitasse o da Cova da Iria e assim aconteceu a construção do Santuário Diocesano. A inauguração oficial aconteceu em 8 de dezembro do mesmo ano.

  • Compartilhe no Facebook

O bispo também pediu aos fiéis para que o Terço seja cotidiano nas famílias, para fortalecimento da Fé, e da verdadeira essência da igreja doméstica, onde desde os primeiros cristãos, se reuniam como comunidade, em casa, para rezar e cantar louvando a Deus. “Em momentos com este, que ainda não sabemos o que é, (pandemia do Coronavírus), a Fé deve ser a Luz em nossa vida. E este foi um pedido de Nossa Senhora aos três pastorinhos, rezai o Terço todos os dias”, lembra Dom Edgar.

 

No decorrer das Novenas foi observado todas as medidas de prevenção em combate ao contagio da COVID-19 conforme decreto municipal. Os devotos e organizadores das celebrações utilizaram máscaras, álcool gel, e controle de participação reduzida para 60 pessoas.