Na homilia, Dom Edgar destacou o tema: “Maria na religiosidade popular”, a partir do Ano Nacional
7
  • Compartilhe no Facebook
Mariano. Disse que Maria é a intercessora tão amada por todos nós. A maior devoção popular à Maria é a expressão de fé, amor e carinho. Quem vai à casa de Nossa Senhora se encontra com a Mãe e com o Filho. Nossa Senhora sempre está participando da religiosidade popular”. Finalizou Dom Edgar pedindo a comunidade clevelandense: “Rezem pelas vocações sacerdotais e religiosas. Vamos colocar esse pedido no coração de Nossa Senhora”. Destacou também a importância do Terço dos Homens que está sendo difundido em todo o Brasil: “Diversos homens se converteram rezando o terço, isso é religiosidade popular. Esses momentos fazem parte de nossa devoção”.

Uma das inovações da festa foi a criação das Bonecas-vivas, com a representação de um título de Nossa Senhora, em cada dia da novena. No dia 1º, a candidata representou Nossa Senhora de Fátima.