A partir desta quinta-feira (27) a Catedral do Senhor Bom Jesus da Coluna em Palmas, região sudoeste do Paraná, passará por uma avaliação de elementos de seu espaço litúrgico. O objetivo é de se obter um espaço condizente às necessidades paroquiais e de uma catedral diocesana, respeitando a história do local e o que a Igreja orienta pelos documentos do Concilio Vaticano II (1962-1965), em especial pela Sacrosanctum Concilium

O arquiteto sacro, Tobias Bonk Machado, responsável por realizar a coleta de informações, avaliar documentos históricos da Catedral em seus 40 anos, e 62 anos de diocese, enfatiza que todo trabalho realizado neste primeiro momento, culminará em um projeto de adequação do espaço litúrgico, para que se possa ter cada vez mais uma igreja própria a oração, em unidade com os sacramentos, o sagrado e celebração eucarística.

Ainda conforme Tobias, cada igreja em sua composição simboliza o seu povo, fazendo-se necessário preservar características importantes de onde está inserida. “Portanto, as influencias da região elas tem que estar contidas, o povo tem que se enxergar neste templo, e este é o principal desafio do projeto”, conclui o arquiteto.

Após os estudos e avaliações juntamente com padres e o bispo da diocese, um pré-projeto deverá ser apresentado a comunidade.

Ouça no player entrevista com o arquiteto Tobias Bonk Machado