No sábado, 8 de abril, aconteceu na Casa de Formação Divino Mestre, em Francisco Beltrão, a segunda etapa da Escola Diocesana de Liturgia. A temática foi o “Ano Litúrgico”, abordado pelo Pe. Dilonei Pedro Müller, Pároco da Concatedral Nossa Senhora da Glória (Francisco Beltrão). Também houve ensaio de cantos do novo livro.

Pe. Dilonei abordou as questões do tempo kairológigo, da salvação, da graça, da eternidade e o tempo cronológico, explica: A celebração no ano litúrgico é o tempo onde vamos vivenciando e deixando passar por nós a vida de Cristo, todo o mistério da paixão, morte e ressurreição, vamos celebrando e deixando agir em nós. O sentido de refletir sobre o ano litúrgico é ter essa reflexão profunda e o pensamento de que devemos marcar o tempo cronológico como a experiência da finitude, da limitação. O que dá sentido ao tempo cronológico é o tempo de Deus, aquilo que ultrapassa e que permanece quando termina o tempo cronológico. É nessa perspectiva que vamos entender e refletir o tempo litúrgico como um todo”.

Sobre o ser discípulo missionário, Pe. Dilonei ressaltou que é aquele que tem um encontro, uma experiência profunda de diálogo, de escuta com o Mestre: “Quando se tem esse encontro levamos o que ouvimos e o que o Mestre deixou marcado em nós. O que leva a ser missionário, ir ao encontro do outro, para trazê-lo à vida, a força é estar em comunhão com o Mestre.

Sonora com Pe. Dilonei Pedro Müller.

 
2
  • Compartilhe no Facebook
 
3
  • Compartilhe no Facebook
 
4
  • Compartilhe no Facebook