Menu
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
21 de janeiro de 2021
Rádios

Quais os impactos da reforma tributária na sua vida?

Cotidiano

por Guilherme Zimermann

reforma_tributaria
Publicidade

O governo federal realizou neste mês de agosto, a entrega da primeira parte de sua proposta de reforma tributária ao Congresso Nacional. O principal ponto do projeto é a unificação do PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), e a criação de um novo tributo sobre valor agregado, com o nome de Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS).

Esta, porém, é apenas uma das propostas de reforma tributária em discussão atualmente. A Câmara dos Deputados e o Senado Federal também têm seus próprios projetos para alterar a cobrança de impostos no país.

[Grupo RBJ de Comunicação] Quais os impactos da reforma tributária na sua vida? — Economista José Maria Ramos (Foto: Arquivo/RBJ)
Economista José Maria Ramos (Foto: Arquivo/RBJ)

Para entender essas discussões e, principalmente, seus impactos na vida dos cidadãos da região, o Departamento de Jornalismo da Rádio Club de Palmas procurou o delegado do Conselho Regional de Economia do Paraná no Sudoeste, José Maria Ramos.

Graduado e mestre na área de Economia, com doutorado em Direito, o especialista destacou que a necessidade de uma reforma tributária já é discutida desde a década de 1990, principalmente pela abertura econômica e pela estabilidade alcançada pela instituição do Plano Real. “A reforma é necessária justamente para atender as demandas que a sociedade coloca ao Estado”, considerou.

Publicidade
Publicidade

Sobre a proposta apresentada pelo governo, destaca que inicialmente a intenção é alterar apenas tributos de competência federal, passando para discussões sobre o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), de responsabilidade dos Estados, e ISS (Imposto Sobre Serviços), que compete aos municípios, em um segundo momento.

Avalia Ramos que, a reforma apresentada pelo governo não impactará nos produtos da cesta básica, mas incidirá sobre os setores de livro, hotelaria e telecomunicações, podendo afetar os consumidores desses serviços e produtos. Ouça no player abaixo:

Publicidade