Menu
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
20 de janeiro de 2021
Rádios

Projeto prevê a retirada dos cobradores das lotações em Francisco Beltrão

Cotidiano

por Marcelo Marcos

guancino-cmyk-1
Publicidade
[Grupo RBJ de Comunicação] Projeto prevê a retirada dos cobradores das lotações em Francisco Beltrão

Um projeto enviado pelo executivo para a câmara de vereadores de Francisco Beltrão, prevê a retirada de cobradores nas lotações do transporte público na cidade. O projeto prevê o pagamento de forma exclusiva pelo cartão durante um período de 90 dias.

A empresa tem hoje contratados 22 profissionais, que atuam na cobrança dos bilhetes. pelo projeto os colaboradores seriam desligados temporariamente da empresa e depois recontratados.

Um cobrador hoje tem salário de R$ 1.582,88. Entre encargos e folha de pagamentos, a economia chegaria à R$ 200 mil reais para a empresa em 90 dias.

Em várias oportunidade a empresa sinalizou uma situação financeira desfavorável e pedia a revisão do contrato e até a diminuição de linhas e horários. Nesta semana o projeto deu entrada e vai a apreciação dos vereadores e deve transitar pelas comissões ao longo dos próximos dias.

Publicidade
Publicidade

 

 

PROJETO DE LEI DO EXECUTIVO N.º 014 DE 5 DE MAIO DE 2020

 

Publicidade
Publicidade

Dispõe sobre medida temporária na Lei Municipal n.º 3.298 de 25 de outubro de 2006 que “dispõe sobre a utilização de bilhetagem automática e outros mecanismos nos veículos de transporte coletivo, conforme especifica”.

 

O PREFEITO MUNICIPAL DE FRANCISCO BELTRÃO, Estado do Paraná, submete a apreciação da Câmara Municipal de Vereadores o seguinte Projeto de Lei:

 

Publicidade
Publicidade

Art. 1º Fica suspensa a exigência do art. 2º da Lei Municipal n.º 3.298 de 25 de outubro de 2006 pelo prazo de 90 (noventa) dias.

Art. 2º Fica autorizado somente o pagamento de bilhetes via bilhetagem automática.

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação com vigência determinada de 90 (noventa) dias.

Francisco Beltrão, Estado do Paraná, 05 de maio de 2020.

Publicidade
Publicidade

 

Publicidade