O vice-prefeito de Ampére, Luiz Carlos Grzebieluckas, anunciou que seu nome foi indicado para ser candidato a deputado estadual pelo Partido Social Liberal (PSL). A candidatura oficial será debatida no dia 28 de maio no Encontro Nacional do PSL em Curitiba, onde serão escolhidos os nomes do partido para disputar as eleições do próximo ano.  

Segundo Luiz Carlos, o convite não foi recebido com surpresa devido ao trabalho que está sendo desenvolvido no município de Ampére. “Já está na hora da nossa região ter um candidato a deputado estadual que defenda nossos anseios. E este é o momento de discutir isso. O trabalho que está sendo realizado pelo Poder Executivo de Ampére deve ser expandido a todo estado”. Atualmente, além do cargo de vice-prefeito, Luiz Carlos é Secretário de Administração e Gestor Hospitalar. Todas as funções são executadas com um salário.

O novo modo de fazer política no município de Ampére vem chamando a atenção de dirigentes do partido que acreditam muito no nome de Luiz Carlos Grzebieluckas. “Trabalhamos com muita responsabilidade em nosso munícipio. Estamos solucionando os problemas sociais, da saúde, da indústria e em todos os setores. Através do diálogo e de muito trabalho conseguiremos vencer todas as barreiras”, diz Luiz.

O PSL é um partido novo e inovador que já instaurou diversas mudanças no cenário político do município, respeitando o pensamento de todos sobre a nossa política. De acordo com o vice-prefeito, Luiz Carlos, o modelo inovador de fazer política adotado em Ampére é exemplo para muitos município. “Representar Ampére e nossa região na Assembleia Legislativa seria um grande desafio, mas não impossível. Nessas eleições, conseguimos plantar novamente a semente da mudança e da esperança; da vontade de lutar pelo nosso município e região. E é para isso que a política deve ser desenvolvida”.

Apoiador das políticas inovadoras, Luiz Carlos Grzebieluckas defende com urgência o desenvolvimento sustentável da Agricultura de modo que os produtores rurais possam viver com mais dignidade. Além da redução das taxas de juros e o incentivo imediato às pequenas e médias empresas da nossa região.