Na sua sétima semana de exibição, o quadro “Os Prefeituráveis” da Rádio Onda Sul FM recebeu nesta sexta-feira (19) o Vereador, Leo Garcia (PSC). Nesse quadro, a emissora abre espaço em sua programação jornalística para entrevistar os prováveis candidatos a prefeito de Francisco Beltrão nas eleições de 2020.  A intenção da emissora é desde já, promover um debate e tornar a população ciente dos prováveis nomes e propostas.

O quadro vai ao ar as sextas-feiras, as 09h15, e cada convidado tem direito a 10 minutos de entrevista, com a oportunidade de responder dois questionamentos. Antes de Leo Garcia, foram entrevistados o Vereador, José Carlos Kniphoff (PDT), o ex-vice-Prefeito, Eduardo Scirea (PT), o Vereador, Aires Tomazoni (MDB), o Odontólogo, Talles Vanderlinde (Partido Novo), o Advogado Fernando Biava (Patriota) e o Engenheiro Civil, Ademir Schwartz (atualmente sem partido).

– O senhor gostaria de disputar eleição para Prefeito?

“Sim! A partir do momento que a gente se dispõe a estar na vida pública, vamos vivendo as situações que ela nos coloca. Claro que dentro de uma conversa futura, de um grupo de discussão que a gente faz parte, a gente se coloca com a disposição de ser candidato a Prefeito de Francisco Beltrão. Eu parto da premissa  que todo partido político deve ter um nome como candidato até por uma valorização, por que se não nem haveria a necessidade de existir o partido político. Então, sim, se um dia for possível, não digo na próxima, mas gostaria sim de ser Prefeito de Francisco Beltrão”.

– Caso seja eleito Prefeito de Francisco Beltrão, o que o senhor acha que o município está precisando hoje?

  • Compartilhe no Facebook

Vereador Leo Garcia é do PSC e está no primeiro mandato.

“Nós somos um polo regional em praticamente todas as áreas, por isso muitas coisas acabam vindo naturalmente à acontecer aqui e a população em torno do município também vem buscar serviços e referências aqui. Então devemos estar bem preparados e pensar no futuro, precisa-se ter um planejamento a longo prazo com ações que visa o crescimento do município, tanto como população quanto territorial”.

Leo Garcia afirma que Saúde e Educação sempre devem ser prioridades para um governo. “Hoje a gente tem um problema com o hospital público que é o São Francisco, mas está sendo bem solucionado, houve uma intervenção e o atendimento está sendo bem feito mas não sabemos até que ponto isso vai prosseguir. Um hospital intermunicipal vai ser construído e será uma referência para nós, teremos que ter essa visão de sempre pensar na saúde por que é uma das grandes demandas que a administração pública tem. Uma saúde de qualidade, oferecendo serviços e buscando atender a população da melhor forma possível”.

Ele destaca a educação sendo a base de tudo. “Devemos dar boas condições aos professores, condições física as escolas e fazendo um bom trabalho a gente consegue formar bons cidadãos, então a educação é a base e essas crianças devem começar desde cedo ainda nos CMEIs”.

Para Leo Garcia, a questão do emprego é algo essencial em uma administração pública. “A geração de empregos é essencial e não é somente a atração de novas empresas como Francisco Beltrão vem conquistando algumas nos últimos anos, mas também o incentivo as empresas do município. Muitas empresas grandes vem e geram muitos empregos, mas as pequenas empresas que estão no dia-a-dia aqui são as que dão manutenção as pessoas. Devemos pensar em projetos que facilite a abertura de empresas para que os nossos empresários possam abrir a sua empresa, desenvolver o seu trabalho e assim, gerando receita para o município”.

“Se um dia eu tiver a oportunidade de ser Prefeito de Francisco Beltrão, irei dar uma atenção especial ao setor rual do município, dar uma boa condição de saúde nas comunidades, buscar novas fontes de recuperação das estradas rurais pensando no escoamento da produção, na chegados dos produtos e insumos para a produção rural”.

O Vereador, falou também sobre os Conjuntos Habitacionais. “Nosso município tem um déficit muito grande na questão habitacional, devido as invasões que vem aconteceram a alguns anos. Temos que batalhar, fazer movimentos e buscar forças políticas para que possamos conseguir os recursos para investir e fazer novos conjuntos habitacional para diminuir esse déficit habitacional em Francisco Beltrão”.

Confira a entrevista na íntegra: