A eleição da Mesa Executiva da Assembleia Legislativa do Paraná para as terceira e quarta sessões legislativas da 19ª Legislatura, período que vai de fevereiro de 2021 a janeiro de 2023, foi realizada nesta segunda-feira (10). Com 48 votos favoráveis e seis abstenções, foi eleita a chapa Parlamento Forte, única inscrita, comandada pelo deputado Ademar Traiano (PSDB) que em fevereiro de 2021 assumirá seu quarto mandato como presidente do Poder Legislativo.

Para Traiano, que representa Francisco Beltrão e faz parte da bancada da região sudoeste na ALEP, a reeleição é resultado das inovações realizadas pelo Poder Legislativo e “fruto da unidade e construção de todo um grupo que trabalha pelo bem do Paraná. Continuaremos trabalhando sempre com o respeito, a harmonia e buscando a construção de pontes permanentes. Estamos fazendo com que a Assembleia Legislativa seja uma das mais importantes da Federação com medidas que podem avaliar nosso trabalho e fortalecer cada parlamentar que aqui está. E esse continua sendo nosso objetivo e dar uma nova identidade para que a população possa passar a enxergar o Poder Legislativo com mais respeito”.

O presidente destacou ainda diversas medidas que foram adotadas pela Assembleia Legislativa e contribuíram para o desenvolvimento do Estado. “Prevalece nesse momento as medidas que a Mesa vem implementando ao longo desse período de pandemia e a experiência que adquirimos ao longo de todo o período que aqui na Assembleia estamos, principalmente, como presidente da Casa a gente pode oferecer muito ao Paraná e a segurança de todas as medidas administrativas e àquelas que são de interesse do Estado”, declarou. “A condução do processo legislativo, apesar de sermos um órgão independe, é fundamental para que se dê celeridade para ações. Esse é o grande objetivo da nossa permanência na Casa. E é assim que pautamos nossa trajetória e vida política”, completou.

Traiano falou ainda sobre a dificuldade de admininistrar um Poder nesse período delicado para todos, a pandemia do coronavírus. “Este ano e meio que estamos no comando da Assembleia vivemos experiência de toda a ordem, sempre afirmo que imagino que nenhum presidente da Casa viveu o que vivi. Crises, invasões, praticamente criando impasse de toda a ordem quando da votação da reforma administrativa, da reforma fiscal, da reforma da previdência e tive, nesse período, que gerenciar crises permanentes ao longo desses 6 anos à frente do Poder Legislativo. Nesse período é um momento atípico, onde tivemos que nos reinventar visando sempre o interesse comum. A Assembleia deu a sua contribuição, foi ao limite do que poderia ser feito para dar a segurança jurídica para todas as medidas fundamentais principalmente nesse período de pandemia para socorrer a vida de todos os paranaenses”, concluiu.

Os deputados Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Gilson de Souza (PSC) seguem à frente da primeira e segunda Secretarias, respectivamente, pelo segundo mandato.

O primeiro secretário, disse que a reeleição faz com que a gestão austera dos recursos públicos na Assembleia seja mantida. “Indiscutivelmente conseguimos nesse ano de 2020, em meio a pandemia, manter o funcionamento regular do parlamento e votamos leis extremamente importantes e claro as parcerias construídas com o Governo, como o repasse dos R$37,7 mi do Fundo de Modernização da Assembleia, e agora a última ação efetiva, considerando que é uma grande expectativa, que o Governo poderá fornecer a vacina para o coronavírus. Todos acompanhamos o esforço mundial para que tenhamos uma vacina eficaz e antecipamos aqui. O governo precisa de dinheiro e repassamos justamente como demonstração de respeito por conta da gestão austera que a Assembleia faz para com os parnaaenses”, relatou.

Romanelli disse que o próximo período como primeiro secretário será de continuidade nas ações de modernização da Assembleia Legislativa. “Continuidade das ações que temos feito, que buscam austeridade do dinheiro público, dando transparência ao que estamos fazendo. Completamos um ano do Sistema Eletrônico de Informação e diria que essa plataforma deu grande transparência e agilidade a toda administração da Assembleia e aprofundando com que todo o processo legislativo seja 100% on-line do ponto de vista eletrônico. Aproveitando esse momento para desenvolver esse sistema. Mudar algumas coisas de forma definitiva, simplificando, reduzindo despesas e dando grande racionalidade ao que fazemos”.

A novidade na composição da Mesa Executiva é a indicação do deputado Tercílio Turini (CDN) como primeiro vice-presidente, atualmente ele ocupa a função de segundo vice-presidente. O novo nome e que assumirá a função de segundo vice-presidente é o deputado Do Carmo (PSL). Como terceiro vice-presidente permanecerá o deputado Requião Filho (PMDB).

Nas funções de secretários, o deputado Gilberto Ribeiro (PP), atual terceiro secretário, passará a ocupar a quinta Secretaria, que hoje é comandada pelo deputado Alexandre Amaro (Republicanos) que conduzirá a terceira secretaria. Já na quarta secretaria permanece o deputado Nelson Luersen (PDT).

 Assessoria