Confirmado pelo Governo do Estado, o novo secretário-chefe da Casa Civil do Paraná, Valdir Rossoni, licenciou-se do cargo de deputado federal na manhã desta terça-feira (15), em Brasília, e agora prepara-se para tomar posse na próxima segunda-feira (21), no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

Em entrevista à Rádio Club de Palmas, Sul do Estado, Rossoni falou sobre o convite do governador Beto Richa (PSDB) para compôr a equipe de Governo e trabalhar na coordenação das demais secretarias do Estado. “O convite surgiu há cerca de 15 dias, e após analisar, resolvi assumir essa responsabilidade. Eu serei uma espécie de gerente, que coordena várias diretorias dentro de uma empresa.”, explicou.

Destacou o aprendizado obtido em Brasília, durante o período em que atuou como deputado federal, ressaltando um compromisso firmado como agente da oposição no Congresso Nacional. “Caso seja votado o impeachment da Dilma, no dia da votação eu me licencio da Casa Civil, volto para Brasília, voto favorável pelo impeachment e depois reassumo a Casa Civil”, avisou.

Sobre  o compromisso com a população palmense, por meio da Carta de Palmas, Rossoni afirma que a partir de agora terá mais condições para atender aos pleitos do município. “Temos vários desafios em Palmas, como a questão da estrada para Coronel Domingos Soares. Eu não quero fazer promessa sobre isso, mas quero dizer que estando no Paraná, estarei atento a isso e farei de tudo para que se torne realidade”, enfatiza, colocando o diálogo com organizações representativas e com  prefeitos e vereadores, como sua forma de trabalho na Casa Civil.