O Poder Legislativo de Palmas, sul do Paraná, realizará na nesta segunda-feira (06) a primeira Sessão Ordinária da 17º Legislatura, desde 1947 quando ocorreram as primeiras eleições para Vereadores no país. Da pauta  constam 32 indicações solicitando informações ou apresentando demandas da população ao Executivo. Pelo menos dois projetos de Leis entrarão na Casa para apreciações e posteriores votações.

Através de ofício será apresentada a iniciativa conjunta dos vereadores Izaias Mikilita, Fernando Souza da Silva, Nilson Butner, Luiz Guesser, Rafael Bosco de Souza, Luiz Otavio Sendeski e Ademar Santos Nunes que prevê a proibição da queima, soltura e manuseio de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos no âmbito do Município.

Outra matéria, de iniciativa de Ezequiel da Silva e José Adilson de Almeida, prevê a reativação da Unidade de Coleta e Transfusão(UCT), o Banco de Sangue, no município de Palmas.

O presidente, Rafael Bosco de Souza(DEM), projetou que a sessão deverá ser extensa, uma vez que, os trabalhos estão acumulados, principalmente quanto as indicações.  Anunciou que uma das medidas adotadas pela Mesa Diretora será impedir que os vereadores se ausentem, mesmo que momentaneamente, do plenário durante as sessões. Para tanto, os assessores poderão ficar próximos dos membros do legislativo durante os trabalhos para que os edis participem ininterruptamente das discussões dos assuntos em pauta.A sessão do Legislativo inicia às 20h00.