Foi realizada na tarde de quinta-feira (30), na Câmara de Vereadores, audiência pública de prestação de contas do primeiro quadrimestre da prefeitura de Palmas, Sul do Paraná. A arrecadação do município alcançou R$ 37,6 milhões entre janeiro e abril, período em que as despesas totalizaram R$ 39,1 milhões, gerando um déficit de, aproximadamente, R$ 1,4 milhão.

  • Compartilhe no Facebook

Ezequiel Goulart (Foto: Arquivo/RBJ)

Salienta o contador do município, Ezequiel Goulart, que os índices legais de educação, saúde e pessoal estão sendo cumpridos, de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Da receita total do município – R$ 37,6 milhões – cerca de 85% são oriundos da União e do governo do Paraná, demonstrando a dependência dos recursos das outras esferas governamentais, o que explica também o déficit registrado no quadrimestre.

Conforme Goulart, a arrecadação do período ficou, aproximadamente, R$ 2,5 milhões abaixo do projetado, enquanto que as despesas apresentaram aumento de R$ 3 milhões. Entretanto, lembra que, segundo a LRF, o município não pode contabilizar déficit no exercício anual. “Assim, nós temos mais dois quadrimestres para fazermos essas correções”, considerou.

Apesar do déficit no período, salienta que o município conta com recursos de exercícios anteriores, além de provisões para o pagamento do 13º salário do funcionalismo. “Isso significa que não há uma inviabilidade financeira. O que nós demonstramos na audiência é uma realidade de arrecadação de quatro meses. Dentro das finanças, o município está honrando suas obrigações e assim continuará”, enfatizou. Ouça a entrevista: