Em boletim divulgado nessa manhã de quarta-feira (22), a Polícia Civil de Coronel Vivida apresentou balanço de prisões realizadas nos últimos 60 dias, resultado de investigações que culminaram na detenção de 11 pessoas.

As prisões são resultantes, em sua maioria, de representações feitas por prisões preventivas de suspeitos pela prática de crimes graves, como roubo e estupro.  As capturas se deram ao longo dos dias conforme as investigações se findavam e as representações eram feitas.

“Tratam-se de prisões qualificadas de situações de infrações graves e envolvendo criminosos, muitas das vezes, tidos como de alta periculosidade”, afirma o delegado da Polícia Civil Rômulo Ventrella.

Foram cumpridas três prisões por roubo, três prisões por estelionato, duas prisões por violência doméstica, uma prisão por estupro de vulnerável, e apreensão de um adolescente pela pratica de homicídio. Outras prisões foram solicitadas pela Polícia Civil ao Poder Judiciário e aguardam decisão.

Ouça o delegado Rômulo Ventrella