O Governo do Estado vai investir R$ 1 milhão na construção do Centro de Controle de Zoonoses de Pato Branco, antiga reivindicação da população da região Sudoeste. O repasse de recursos para a obra foi autorizado nesta sexta-feira (16) pelo governador em exercício, Ademar Traiano, em visita ao parque de exposições Fadep.

O serviço apoiará as ações de vigilância em saúde na região e o controle de doenças transmitidas por animais, como leishmaniose, dengue, hantavirose, raiva.

“Atendemos à população de Pato Branco com esta obra que vai contribuir com a saúde e a qualidade de vida dos moradores”, disse Traiano.

O novo centro será administrado pela prefeitura e também prestará serviços relacionados ao manejo de animais peçonhentos, como serpentes e escorpiões.

Traiano também ressaltou que Pato Branco ganhará uma Delegacia Cidadã, reforço para as ações de segurança pública. “O Governo do Estado destina R$ 15 milhões para ações e obras em diversas áreas no município”, disse Traiano. Para toda a região Sudoeste são R$ 100 milhões em recursos.

MUTIRÃO DE CIRURGIAS – Na ocasião, também foi lançado o Mutirão Paranaense de Cirurgias Eletivas na região de Pato Branco.

O secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, explicou que, nesta primeira etapa, sete clínicas e hospitais vão participar do movimento, que pretende zerar a fila por cirurgias de catarata e reduzir o tempo de espera por procedimentos em outras especialidades. Os serviços de saúde contemplados ficam em Pato Branco, Palmas, Clevelândia, Mangueirinha, Coronel Vivida e Chopinzinho.

Atualmente, 2,3 mil pessoas aguardam por cirurgia eletiva na região. A maior parte por procedimentos nas áreas de cirurgia geral, otorrinolaringologia, ginecologia e ortopedia. A previsão é que, em um ano, mais mil procedimentos sejam feitos no mutirão. O Paraná destina aporte extra de R$ 33 milhões para o pagamento dos prestadores que realizam este tipo de procedimento.

Cerca de R$ 2 milhões serão repassados especificamente ao Consórcio Intermunicipal de Saúde (Conims), que contempla 13 municípios. Os recursos servirão para a instituição ampliar a oferta de procedimentos eletivos.

Durante a solenidade, três gestantes atendidas pelo programa Família Paranaense e pela Rede Mãe Paranaense receberam enxovais completos para os bebês. Outras 200 mães deverão receber os enxovais nas próximas semanas, distribuídos pelo Provopar Estadual pelo programa Bebê do Paraná.

A cidade de Pato Branco também foi contemplada com recursos de R$ 120 mil para transporte sanitário de pacientes não urgentes.

SANEAMENTO – Pato Branco também terá obras para melhorar o serviço de coleta e tratamento de esgoto. Com investimento de R$ 1,1 milhão, a Estação de Tratamento de Esgoto Ligeiro será totalmente recuperada.

O presidente da Sanepar, Mounir Schaowiche, destacou que estas melhorias vão aumentar a eficiência da estação até que uma nova seja construída.

Ele também anunciou a implantação de uma nova estação de tratamento de esgoto em Coronel Vivida. O valor da obra é de R$ 5,2 milhões e 10.626 habitantes serão atendidos. Atualmente cerca de 40% dos habitantes da cidade já têm acesso aos serviços de coleta e tratamento de esgoto.

O município também terá R$ 2 milhões para a recuperação asfáltica.

Já na cidade de Honório Serpa serão R$ 5,6 milhões para financiamento de ações municipais de urbanização. Além disso, a estação de tratamento de esgoto começará a funcionar em dezembro. A estação terá capacidade para tratar 7,5 litros por segundo.

Ainda fazem parte da implantação do serviço a execução de 16,8 km de rede coletora, 819 metros de interceptor e 640 ligações domiciliares. O valor do investimento será de R$ 4,5 milhões.

O evento em Pato Branco também teve a presença dos secretários de Estado da Educação, Ana Seres, e da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, e dos deputados Paulo Litro e Guto Silva.