A Câmara de Vereadores de Palmas vota nesta segunda-feira (02), projetos de definem as diretrizes do orçamento do município para 2020, além da Lei Orçamentária do próximo ano.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) tem como a principal finalidade orientar a elaboração dos orçamentos fiscais e de investimento do Poder Público. Já a LOA (Lei Orçamentária Anual) é a lei que estabelece as despesas e as receitas que serão realizadas pela prefeitura no próximo ano.

De acordo com o setor contábil do município, o orçamento previsto para 2020 é de R$ 250 milhões. Do total orçado, R$ 4,1 milhões são previstos para a Câmara. Para o setor educacional, a previsão é de R$ 75,1 milhões. Na saúde, o orçamento totaliza R$ 56,3 milhões, seguido por urbanismo, administração e outras áreas.

Além das peças orçamentárias, os vereadores também discutem na Sessão Ordinária desta segunda-feira, projetos que altera artigo de Lei que criou o Conselho Municipal de Cultura, que cria o Programa Abraço à Vida e propostas que concedem título de cidadania benemérita e honorária à professora Eloyna Ribas Rodrigues e ao ex-prefeito Hilário Andraschko, respectivamente.