Leomar Bolzani / Foto: Arquivo RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Leomar Bolzani / Foto: Arquivo RBJ

Leomar Bolzani (PSDB) não é mais prefeito de Chopinzinho, sudoeste do Paraná. A confirmação aconteceu nesta manhã (02), pelo seu Advogado de Defesa Auro Almeida Garcia, durante entrevista a Rádio Difusora América. Bolzani é investigado por suposto envolvimento na morte do procurador, Algacir Teixeira de Lima, crime registrado em 16 de março de 2015 .

Caso Algacir: Justiça define data do júri de envolvidos na morte do procurador

Com a decisão, Bolzani perde o foro privilegiado e não será mais julgado pelo Tribunal de Justiça do Paraná, “ele se sente mais confortável sendo julgado por aqui e não pelo tribunal. Depois de muito pensar, conversar com a família, eleitores, amigos, ele decidiu renunciar a prefeitura e o foro privilegiado”. Comenta Garcia.

A expectativa agora é que o julgamento sendo realizado pela Comarca de Chopinzinho seja mais rápido, “aqui ela é mais célere, no tribunal todos os processos do estado caem lá. Foi isso que motivou bastante, que ele quer mostrar sua inocência aqui em Chopinzinho para a população”.

Leomar cumpre prisão domiciliar por meio da utilização de tornozeleira eletrônica. A permanência de sua liberdade provisória caberá a julgamento do juiz de Chopinzinho, nas próximas semanas.