O ex-vereador de General Carneiro, Sul do Paraná, Valdir Freitas (PRP), divulgou nota pública, explicando as motivações que o levaram a renunciar ao cargo nesta semana.

No documento, Freitas, que foi o mais votado na disputa pelo Legislativo em 2016, afirma que a renúncia era uma de suas promessas de campanha. Segundo ele, durante o pleito eleitoral, teria falado que “se eleito fosse e não conseguisse fazer um bom trabalho como vereador, renunciaria o cargo”.

O ex-vereador salienta que sai do Legislativo “de cabeça erguida em partes e triste por outro lado”, pois “a intenção era de poder terminar o mandato com o papel de dever cumprido”.

Nota oficial

No período de campanha no ano de 2016, assumi um compromisso com a população de General Carneiro, onde por vários lugares e ate mesmo em comícios eu falava que se eleito fosse e não conseguisse fazer um bom trabalho como vereador eu RENUNCIARIA o cargo.

Antes de ser eleito e assumir o cargo, fazia muitos planos, ideias para ajudar no desenvolvimento do município, porem, quando estava apenas nos bastidores era uma coisa, depois de eleito e que assumi o mandato em janeiro de 2017 comecei entender sobre a administração publica e seus conceitos, onde me deparei com muita dificuldade para realizar parte do meu trabalho, pois tudo depende de recursos, depende de orçamentos, de licitações e como nosso município depende quase que totalmente dos recursos do estado e da união ficou muito mais difícil devido a falta de dinheiro muitas vezes para realizar alguns serviços que o povo me pedia, alem de fiscalizar e legislar o vereador de municípios pequenos a exemplo de General Carneiro é a ponte entre a população e o executivo, então o povo vem ate o vereador pra solicitar as melhorias nos setores que precisam, e eu confesso que não conseguia atender os anseios, os pedidos da população, me preocupando cada dia mais e mais, baseado nisso e em meu compromisso com a população firmado no período de campanha de que caso não conseguisse atender os pedidos do povo eu renunciaria, tomei a decisão de protocolar minha renuncia na câmara de vereadores.

Saio de cabeça erguida em partes e triste por outro lado, sei que tomei a decisão correta, porem, não gostaria que fosse de forma, a intenção era de poder terminar o mandato com o papel de dever cumprido, conforme tinha planos antes de ser eleito.

Quero pedir desculpas ao meu eleitorado, foram 332 pessoas que acreditaram em mim, e justamente por eu não poder atender as reivindicações decidi renunciar que é a decisão mais correta que eu encontrei.

 Quero finalizar desejando boa sorte aos meus colegas vereadores que neste período que estivemos juntos pude aprender muito com eles, pessoas comprometidas e que sempre estavam preocupados com o desenvolvimento do município. Desejar uma boa sorte ao meu suplente, que Deus possa guiá-lo para que sempre tome as decisões corretas e faça o melhor por nosso povo e por nosso General Carneiro”.