MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

Em mês de recesso, deputados de Palmas gastam quase R$ 59 mil com “cotão parlamentar”

por Guilherme Zimermann em 12 de Fevereiro de 2018 14:31
por Guilherme Zimermann em 12 de Fevereiro de 2018 14:31
Esta matéria utiliza fontes de: Gazeta do Povo
Palmas

Em pleno mês de recesso, os deputados que representam, ou deveriam representar, o município de Palmas, Sul do Paraná, no Congresso Nacional gastaram quase R$ 59 mil com a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o chamado cotão.

Em janeiro, os deputados não têm atividades em Brasília, por conta do “recesso parlamentar”, e por isso utilizam o mês para ficarem em suas bases eleitorais.

O cotão  é oferecido mensalmente pela Câmara dos Deputados para que os parlamentares possam exercer seus mandatos sem precisar tirar dinheiro do próprio bolso. Deslocamentos até Brasília e aluguel de escritórios, por exemplo, estão entre as despesas cobertas.

No mês, o deputado Fernando Giacobo foi o que apresentou o maior valor de despesas, entre os que assinaram a Carta de Palmas, R$ 30.305,65. Para obter o ressarcimento das despesas, o parlamentar precisa apresentar notas fiscais com a descrição dos serviços prestados, para que a Câmara dos Deputados possa verificar se o gasto tem de fato ligação com a atividade parlamentar.

A deputada Leandre Dal Ponte apresentou notas totalizando R$ 19.494,49. Em seguida está Zeca Dirceu, com R$ 3.854,67. Aliel Machado pediu o ressarcimento de R$ 3.116,30. João Arruda gastou R$ 1.892,03, enquanto Osmar Serraglio contabilizou R$ 300,00 do cotão. Ao todo, os 30 deputados paranaenses gastaram quase R$ 300 mil.

Compartilhar