Aconteceu na manhã desta segunda-feira (29), na Câmara de Vereadores, a Audiência Pública sobre o cumprimento das metas em relação as receitas e despesas da Administração de Francisco Beltrão, referente ao primeiro quadrimestre deste ano. O balanço foi apresentado pelo prefeito Cleber Fontana (PSDB), na oportunidade anunciou um superávit de R$ 19,5 milhões.

“Dentro da medida do possível estamos diminuindo despesas e procurando manter as receitas. Tínhamos uma previsão de receita e despesa que foram ultrapassadas. Então a despesa foi a menor, e a receita arrecadamos 89 milhões. Estamos com uma boa condição financeira, mas sempre lembrando que não podemos se descuidar”. Destaca o prefeito Cleber Fontana, durante entrevista à Rádio Onda Sul FM.

A arrecadação do quadrimestre foi de R$ 89,3 milhões, enquanto as despesas somaram R$ 69,7 milhões. O superávit equivale a quase três folhas de pagamento. Outro ítem destacado pelo prefeito é relacionado a capacidade de endividamento, que pode chegar até 120% da receita corrente líquida e está em apenas 13,72%. Isto mostra a ampla capacidade do município em buscar recursos para a execução de obras e projetos cuja arrecadação própria da prefeitura não comporta.

O prefeito atribui o resultado alcançado a boa equipe que integram a administração. “A equipe é muito boa, realmente entendeu o que é prioridade no trabalho da administração pública. Todos estão muito focados e tenho certeza que a pior fase já passamos, agora os trabalhos começam a engrenar. Alguns setores ainda não estou contente com o desempenho, mas não é uma questão isolada dessa ou daquela pessoa, são circunstâncias que dificultam um pouco, mas logo começa a melhorar”.

 

Saúde

Na sequência a secretária municipal de Saúde, Aline Biezus, apresentou o relatório da pasta. Ela comentou sobre os investimentos realizados no período e medidas adotadas visando melhorar o atendimento da população. O investimento mensal médio no setor foi de 22%. O investimento mínimo determinado em lei é de 15%. Em abril o percentual chegou a 34,9%. Algumas ações foram destacadas pela secretária.

Segundo ela, somente em medicamentos foram investidos mais de R$ 1 milhão para repor os estoques e a variedade de remédios. Foram implantadas cinco farmácias satélites, atendendo todas as regiões da cidade e com todos os medicamentos necessários, tanto em quantidade quando em variedade. O Centro Especializado em Odontologia (CEO) foi transferido de uma sala alugada no centro da cidade para o centro de saúde do bairro Cango. Com a alteração, já houve aumento considerável nos atendimentos prestados.

Outro investimento considerável foi feito na aquisição de materiais, equipamentos e na estrutura física. Aline citou como exemplo o início das obras na Farmácia Municipal da Cidade Norte e no Centro de Saúde da Cidade Norte, onde estão sendo aplicados R$ 600 mil. A fila por cirurgia de catarata foi zerada, com a realização do mutirão, totalizando 568 procedimentos. O número de exames mensais disponíveis para a população aumentou de 108 mil para 180 mil, com um total de nove laboratórios.

A mudança de horário de atendimento no centro de saúde da Cango também já apresenta bons resultados na prática. O movimento aumentou 30 por cento em relação a consultas médicas, vacinas e procedimentos de enfermagem.

Com o atendimento sendo prestado ininterruptamente das 07h30 às 19h30, os trabalhadores têm mais opções de horários para procurarem o atendimento. “Em quatro meses conseguimos diversos avanços e muitas novidades entrarão em funcionamento no decorrer do ano”, comentou a secretária.