Os Poderes Executivo e Legislativo de Palmas apresentaram  gastos com funcionários em percentuais bem abaixo dos limites máximos permitidos pela legislação. Foi o que revelou na manhã de hoje(19) o Diretor do Departamento de Controladoria do município(CGM), Marcelo Zwicker.

Conforme a auditoria realizada nos contas dos primeiros quatro meses do ano, executivo praticou gastos de 30.66% do orçamento, abaixo dos limites de alerta(48.6%);de providência(51.3%) e máximo de 54%. Analisou Zwiker que a tendência é que para o segundo período, que deve encerrar em agosto, o índice deva apresentar elevação, por conta de novas contratações realizadas para funcionamento da máquina administrativa.

Já em relação ao Poder Legislativo, que legalmente pode gastar 6% do orçamento, o gasto com pessoal ficou em 0.75%, no período auditado, bem aquém dos índices de providência(5,7%) e de alerta(5,4%). Conforme análise do Diretor, é provável que na região, a Câmara de Palmas seja uma das que apresentaram menor índice de gastos com pessoal no primeiro quadrimestre.

Além de apresentar os dados o diretor da CGM destacou que no primeiro semestre deste ano, apesar de contar com apenas dois servidores, já  foi possível realizar 25 auditorias ordinárias e extraordinárias nos vários departamentos da prefeitura, sendo que alguns procedimentos foram encaminhados ao  setor jurídico para os despachos necessários.

Durante a entrevista à Rádio Club AM Zwicker  explicou que a Controladoria Geral do Município tem a  missão de zelar pelo controle e pela correta aplicação dos recursos públicos, estabelecendo  ações preventivas de  combate à corrupção e à improbidade administrativa. Também acompanha e fiscaliza a execução orçamentária e financeira de todas as secretarias e órgãos da Prefeitura de Palmas e ainda  faz análises e emite pareceres sobre a legalidade dos atos dos administradores municipais, bem como sobre  o Legislativo.

Salientou que a CGM atua com base nas determinações do Tribunal de Contas do Estado, tendo que emitir ininterruptamente todas as informações ao órgão de controle de contas públicas estaduais.