Em sessão extraordinária na tarde desta quarta-feira (09), a Câmara de Vereadores de Palmas reprovou em 2ª votação, Projeto de Lei apresentado pela prefeitura para a obtenção de financiamento de R$ 5,5 milhões junto ao Banco do Brasil para a implantação do projeto “Palmas Iluminada”.

Votaram contrariamente ao projeto, os vereadores José Adílson, Ademar Nunes, Edson Kemes, Marcos Gomes, Silvana Ribas e Rafael Bosco. Os favoráveis foram os vereadores Mauro César de Almeida, Nilson Butner, Luiz Otávio Sendeski, Paulo Bannake e Célia Paim.

O projeto Palmas Iluminada foi apresentado ao Poder Legislativo pelo prefeito municipal, Kosmos Nicolaou, na sessão ordinária do dia 23 de setembro. Na oportunidade, o chefe do Executivo foi à Câmara agradecer aos vereadores pela aprovação do empréstimo de R$ 10 milhões para obras de pavimentação asfáltica.

Ao encaminhar o Projeto de Lei para o novo financiamento, o prefeito explicou que o programa iria abranger toda cidade, com a substituição do atual sistema de iluminação, com lâmpadas de sódio, por lâmpadas LED, o que exigiria o investimento de R$ 5,5 milhões.

Ao entrar em 1ª votação na sessão da última segunda-feira (07), o projeto foi aprovado. A vereadora Célia Paim solicitou à presidência da Casa que a 2ª votação fosse realizada em sessão extra, por conta das exigências de prazos da instituição financeira. Nesta quarta-feira, o projeto foi reprovado.