Durante a realização da Sessão Ordinária desta segunda-feira(29), o presidente  interino da Câmara de Vereadores de Palmas, Wilmo Rodrigues Correia da Silva(PMDB) permitiu a suspensão dos trabalhos da pauta para leitura  de representação solicitando a criação de uma CEI – Comissão Especial de Inquérito para apurar denúncias de irregularidades durante sua gestão na presidência do Poder Legislativo em 2013. O presidente da Mesa atendeu determinação judicial da Vara da  Fazenda Pública da Comarca, após ter  impedido a apresentação em sessões anteriores.

A representação  foi lida  pela secretária da Mesa Diretoria, Joana Darc Franco de Araújo(PPS), que juntamente com os vereadores Adilson Piran(PMDB); Alberto Thaler(PTB), Márcio Rafael Mergem Lima pediram na justiça o direito relatar em plenário as denúncias formuladas através de uma Ação Popular de autoria de Antonio Valdomiro Pontes,  protocoladas no mês de maio, na Câmara de Palmas.

Após o relato foi formada a Comissão com cinco vereadores para investigar as supostas fraudes na contratação de serviços sem licitação e sem contrato num valor de R$ 54.170,74. Os vereadores Márcio Rafael Mergem Lima(PMDB), Marcos Gomes(PCdoB), Acioli Ribas(PTB) e Célia Paim(PT) terão um prazo de 60 dias para realizar a investigação e apresentar o relatório.