O deputado federal pelo Paraná, Osmar Serraglio (PMDB), é o novo ministro da Justiça. O anúncio oficial por parte do presidente da República, Michel Temer deve ocorrer ainda nesta quinta-feira (23), segundo fonte ligada ao gabinete de Serraglio. Indicado pelo próprio partido, o parlamentar, segundo analistas, atende às expectativas do Palácio do Planalto, tanto no aspecto técnico, como político.

Em entrevista na manhã desta quinta-feira, Serraglio afirmou que não haverá qualquer interferência sobre a operação Lava Jato. “Ela é intocável. É uma questão judicial”, disse o peemedebista ao portal de notícias G1.

Sobre possíveis pressões por parte do partido acerca de peemedebistas que estão na mira da Lava Jato, Serraglio citou o episódio do Mensalão, no qual foi relator da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) instalada pela Câmara dos Deputados em 2005. “Você tem dimensão do que é pressão? Cada um vai precisar responder sobre seus atos”, afirmou.

O RBJ antecipou o nome de Osmar Serraglio como um dos cotados para o Ministério da Justiça na segunda-feira (20), quando fonte do gabinete do parlamentar confirmou a possibilidade.