Durante reunião na Câmara de Vereadores, na tarde desta terça-feira (24) a maioria dos legisladores de Chopinzinho, sudoeste do Paraná, optou por adiar a convocação do Vice-prefeito Rogerio Masetto (PDT) para assumir o posto de prefeito durante a ausência do titular, Leomar Bolzani (PSDB) o qual está detido na 5ªSDP (Subdivisão Policial) de Pato Branco, onde é suspeito de participar da morte do procurador de Chopinzinho, Algacir Teixeira de Lima, ocorrido no dia 16.

Dos nove vereadores, sete optaram por adiar a convocação. Segundo o presidente da casa, Marcos Monteiro (PSDB), “não recebemos nenhum documento dizendo que o prefeito está impedido de exercer sua função, então não podemos fazer nada até chegar algo a esta casa”.

A prisão preventiva de Leomar Bolzani é de cinco dias, com vencimento nesta quinta-feira (26) caso seja prorrogada pelo Tribunal de Justiça do Paraná, Masetto será convocado, “nesta quarta-feira vamos buscar os documentos oficiais, prisão do prefeito, impedimento do seu trabalho e a parti daí, na quinta-feira nos reunimos novamente, se o prefeito continuar detido, o vice será convocado para que ele possa assumir”.

Segundo a Procuradora da Câmara Rubia Storti, devido a falta de informações concretas sobre o caso, deixa o município em situação instável, “estamos instáveis, não temos postos públicos, além da instabilidade jurídica e política. Então entende a procuradoria que deveria de imediato ser convocado o vice-prefeito para tomar posse junto ao executivo e dar continua aos trabalhos até que tenhamos uma informação mais concreta”.