A Associação Casa de Apoio e Restauração Divina (ACARDI) de União da Vitória foi alvo de roubo na noite desta quinta-feira (12). Um religioso que atua na instituição foi feito refém durante a ação. Durante perseguição, os meliantes trocaram tiros com policiais.

Agentes do 27º Batalhão da Polícia Militar de União da Vitória solicitaram apoio do Copom e dos policiais de General Carneiro, por volta das 20h15, para o atendimento da ocorrência.

De acordo com a vítima, um dos autores do roubo frequenta a instituição e havia mandado uma mensagem ao Frei pedindo uma carona. No local marcado, às margens da BR-153, o indivíduo, armado com um revólver, rendeu o religioso. Em seguida, mais um elemento chegou ao local, ambos amarraram as mãos e taparam o rosto da vítima, colocando-a no porta-malas do veículo da associação.

Em dado momento, o religioso conseguiu se soltar e fugir, chegando em uma casa no bairro Jardim Roseira, onde acionou a polícia. Durante as buscas, os policiais encontraram o veículo transitando pela BR-153, próximo a General Carneiro. Dada voz de abordagem, o condutor do automóvel não obedeceu.

Em seguida houve uma troca de tiros com os autores, um dos disparos dos policiais acertou um pneu do veículo roubado, entretanto, os fugitivos só pararam quando bateram contra os rodados de uma carreta. O passageiro fugiu em direção a uma mata e não foi mais localizado, já o condutor foi identificado e afirmou que o roubo se tratava de uma encomenda a outra pessoa de General Carneiro, sendo contratado apenas para conduzir o veículo roubado. O homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado até a 4ª Subdivisão Policial de União da Vitória.

Fonte: Rádio Colméia