Uma quadrilha especializada em aplicar golpes do “Bilhete Premiado” foi presa em Chapecó (SC) na noite desta quarta-feira (19). A prisão ocorreu por volta das 20h30, após uma abordagem de rotina da Polícia Militar. A quadrilha, composta por três homens de 39, 65 e 68 anos e uma mulher de 51 anos, estava com um Vectra, placas de Rio Grande do Sul.

O quarteto seguia para o Estado Gaúcho com dinheiro e joias, resultado de um golpe aplicado em Chopinzinho, no Sudoeste do Paraná, onde foi vítima uma senhora de 70 anos. Ela teria sido abordada no estacionamento de um supermercado no período da manhã, por volta das 10h30.

  • Compartilhe no Facebook

Com os golpistas, polícia encontrou aparelhos celulares e o bilhete usado para ludibriar as vítimas. Foto: Eduardo Grassi/Portal Chapecó.org

Segundo a Polícia Militar, que registrou a ocorrência no fim da tarde, a vítima contou que foi abordada por uma mulher com idade aproximada de 45 anos que lhe ofereceu um bilhete premiado da Quina, no valor de R$ 1.360 milhões. Segundo a golpista, o bilhete havia sido adquirido em uma loja de roupas usadas em Dois Vizinhos. Ofertando R$ 100 mil como recompensa, a golpista pediu ajuda da vítima para resgatar o prêmio, exigindo uma garantia no valor de R$ 10 mil.

Enquanto as duas conversavam, chegou um homem de aproximadamente 65 anos, cabelo grisalho, e se meteu na conversa. O mesmo teria feito uma ligação para a lotérica confirmando que o bilhete era premiado. Convencida pela casal, a vítima acompanhou os mesmos até uma cooperativa de crédito da cidade, porém conseguiu sacar apenas R$ 3 mil devido à falta de documento de identificação. Em seguida, seguiram até a cidade onde mora (Saudade do Iguaçu) para sacar o restante do valor (R$ 6.500) a ser entregue aos golpistas como garantia, totalizando quantia de R$ 9.500 mil.

Ao retornar à Chopinzinho, a vítima foi até a lotérica onde descobriu se tratar de um bilhete falso. Além do dinheiro, os golpistas fugiram levando algumas joias da vítima, resultando num prejuízo superior a R$ 14 mil. Tudo foi recuperado pela polícia Catarinense e a vítima deverá ser ressarcida. Os quatro envolvidos no crime foram autuados em flagrante pela Polícia Civil de Chapecó (SC).

O grupo é suspeito de ter aplicado o mesmo tipo de golpe em outras cidades do Sudoeste. Em Palmas uma senhora de 82 anos teve todo o dinheiro que tinha aplicado na poupança levado pelos golpistas.

  • Compartilhe no Facebook

Foto: Eduardo Grassi/Portal Chapecó.org

Com informações da Polícia Militar de Chopinzinho e do jornalista Eduardo Grassi ( Portal Chapecó.org)