• Compartilhe no Facebook
Na manhã desta quinta-feira (20), aconteceu na sede do 21º Batalhão de Polícia Militar, a apresentação dos profissionais envolvidos no Programa Formando Cidadão. Estiveram reunidos representantes da Secretaria de Assistência Social, CRAS, CREAS, Centro da Juventude – Ceju, Centro de Convivência dos Idosos – CCI, policiais militares e instrutores contratados para as oficinas.

O Formando Cidadão atende adolescentes a partir de 12 anos, que almoçam no 21° BPM e durante as tardes participam das diferentes atividades. Os encaminhamentos são feitos através da rede de proteção, em especial, dos CRAS, a partir das demandas levantadas em cada território.

A coordenadora, Vera Witt, enfatizou a importância do trabalho em rede e explicou que o objetivo do evento é apresentar os instrutores que irão trabalhar as oficinas, bem como, aproximar o diálogo com os demais profissionais que contribuem para inserção no Programa.

Neste ano de 2020, além do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que é assessorado por uma psicóloga, também serão ofertadas oficinas de futebol, desenho, capoeira e, ainda, o Soldado Padilha será o responsável pelas aulas de ordem unida.

O Subcomandante do 21º BPM, Major Rogério Gomes Pitz, resgatou o histórico do Formando, que iniciou no ano de 2001 e se manteve desde então no município, também lembrou a importância da parceria entre a Prefeitura Municipal e a Polícia Militar.

As mudanças que o projeto passou foram destacadas pela coordenadora da secretaria de Assistência Social, Flávia Bedin. Ela explicou que o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos é realizado em grupos com temáticas de acordo com o ciclo de vida, a fim de complementar o trabalho social com as famílias e prevenir a ocorrência de situações de risco social. Também destacou a importância da parceria com a Polícia Militar, quanto a positiva abertura para o diálogo que tem contribuído para o aperfeiçoamento e bom andamento do Programa.