Em plena época de pandemia do coronavírus em que as aglomerações estão proibidas, um grupo de pessoas resolveu desrespeitar as determinações das autoridades de saúde em São Jorge D’Oeste, na região Sudoeste do Estado. Após o recebimento de denúncias, a Polícia Militar compareceu na região do alagado onde constatou a realização de uma festa Rave.

No local foi constatado, além da aglomeração, música em som acima do permitido para o horário, bem como pessoas portando drogas (cocaína, maconha, LSD e Ecstasy). Também foram localizados diversos tipos de bebidas alcoólicas e narguilés.

Em entrevista à Extra FM, o comandante da Terceira Companhia de Polícia Militar, Tenente Zago, afirmou que a festa contava com a participação de 19 pessoas. Uma dessas reagiu à abordagem policial, mas acabou sendo contida. Os envolvidos na ocorrência foram conduzidos ao Destacamento da Polícia Militar de São Jorge D’Oeste para as medidas cabíveis. Os que portavam drogas vão responder pelo crime. Os demais por perturbação da tranquilidade, descumprimento a medida sanitária.

Três DJs que animavam a festa foram encaminhados pela PM tiveram os equipamentos apreendidos. O que chamou a atenção das autoridades policiais, é que os participantes da festa não eram pessoas desinformadas a cerca dos perigos da Covid-19. Segundo o oficial da PM, se tratam de médicos, farmacêuticos,  fisioterapeutas, empresários, advogados, entre outros profissionais.

Os envolvidos seriam das seguintes cidades da região: Médico oftalmologista de Pato Branco; Proprietário de uma academia em Pato Branco; Farmacêuticas de Pato Branco; Advogada de Cascavel; Farmacêutica de Francisco Beltrão; Empresários de Pato Branco; Empresário de grande grupo Pato Branco; Corretor de imóveis de Dois Vizinhos; Arquiteta de Francisco Beltrão; Publicitário de Pato Branco; Engenheiro de Pato Branco e uma Fisioterapeuta de Cascavel.

Fonte/fotos: Polícia Militar