COM INFORMAÇÕES DO JORNAL DA FRONTEIRA:
A mãe e o padrasto do menino de três anos que acabou morrendo na tarde deste domingo, 05, no Hospital Municipal de Dionísio Cerqueira, foram presos em flagrante suspeitos de agredir a criança.

De acordo com as informações, o menino de três anos, teria se desvanecido após cair e bater a cabeça, os fatos teriam ocorrido na casa da família, na Linha São Paulo, interior de Bom Jesus do Sul. Após passar mal durante o banho, a mãe e o padrasto teriam conduzido o menor até o Hospital em Dionísio Cerqueira, onde a criança acabou falecendo.

Diante da suspeita, pois a criança apresentava vários hematomas pelo corpo, a equipe médica acionou a Polícia, que em um primeiro momento conduziu a mãe e o padrasto até a Delegacia de Polícia Civil de Dionísio Cerqueira. O Instituto Geral de Perícia – IGP, foi acionado e recolheu o corpo do menino para realização da necropsia.

Após serem ouvidos pela polícia cerqueirense, e diante da suspeita do crime, os envolvidos, por questões de competência foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Barracão, onde prestaram depoimento e foram presos em flagrante.

Segundo o exame preliminar do IGP, a vítima apresentava diversas lesões internas – pulmões, rins – compatíveis com agressão física, além de ferimentos no crânio e hematomas pelo corpo.

Diante da gravidade do caso a mãe e o padrasto foram presos em flagrante e encaminhados à cadeia pública de Santo Antônio do Sudoeste.

O depoimento dos envolvidos foi acompanhado pelo advogado, Dr. Roni Kostütchenko da Silva, quem explicou que se trata de um caso grave, e que ambos teriam negado o crime.