A Polícia Civil de Laranjeiras do Sul, através do Grupo de Diligências Especiais (GDE), prendeu neste domingo (9), o líder da quadrilha que agiu em Porto Barreiro no dia 5 de fevereiro, quando foi assaltada a agência da cooperativa Sicredi.  A prisão ocorreu na cidade de Bocaiuva do Sul, na região metropolitana de Curitiba. Também foi presa a companheira do suspeita, que estava na casa no momento da ação policial.

Para chegar ao suspeito, a Polícia civil contou com auxilio da Polícia Militar e também de informações obtidas junto a moradores de Porto Barreiro. Na casa do assaltante, foram encontrados três coletes balísticos, um deles roubado do segurança do Sicredi; 77 munições de Fuzil calibre 223; três pequenas porções de maconha e R$ 511,00. O casal foi preso por posse de drogas, formação de quadrilha e posse de munição de uso restrito.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito de chefiar a quadrilha já esteve envolvido em outros crimes na região, tendo sido condenado a prisão, em regime fechado, há 11 anos, 9 meses e 26 dias, decorrente de crime de roubo, praticado em 2016 em Rio Bonito do Iguaçu. Desde então se encontrava foragido com mandado de prisão em aberto.

Em decorrência do assalto, o grupo criminoso está sendo investigado por organização criminosa, porte de arma de fogo de uso restrito, disparo de arma de fogo, roubo majorado, receptação e adulteração de veículos. A Polícia Civil de Laranjeiras do Sul seque nas investigações, com o objetivo de identificar os demais integrantes da quadrilha.

Fonte/fotos: Polícia Civil