Objetos localizados na casa do suspeito. Foto: Polícia Militar.
  • Compartilhe no Facebook

Objetos localizados na casa do suspeito. Foto: Polícia Militar.

Através de uma denúncia a Polícia Militar prendeu na manhã desta quarta-feira (08), em Coronel Vivida, um homem suspeito de ter praticado um furto na última terça-feira (07) em uma residência na rua Diogo Antônio Feijó, área central de Chopinzinho.

Segundo consta no boletim de ocorrência, próximo das 9 horas da manhã a Polícia Militar recebeu uma denúncia de que um rapaz esteve em uma relojoaria em Coronel Vivida pedindo uma avaliação de alguns objetos de origem duvidosa. Os policiais durante patrulhamento pela rua Clevelândia no bairro São Luiz, localizaram um veículo, no qual havia um condutor com as características repassadas na denúncia.

Durante a abordagem nada de ilícito foi encontrado, mesmo sem indícios o condutor foi encaminhado juntamente com sua esposa até a sede da 3ª Cia. Diante da polícia, o homem negou que esteve na relojoaria, porém foram analisadas as imagens nas câmeras de segurança do estabelecimento, foi possível identificá-lo, confirmando que esteve no local.

Durante busca na casa do suspeito, foram localizados vários objetos de origem duvidosa, sendo celulares smartphones, relógios, tablet, litros de whisky, dinheiro, um simulacro (arma de brinquedo) entre outros objetos.

Objetos localizados no teto do veículo do suspeito. Foto: Polícia Militar.
  • Compartilhe no Facebook

Objetos localizados no teto do veículo do suspeito. Foto: Polícia Militar.

Em consulta no sistema da Polícia Militar, foi localizado um registro de furto ocorrido em Chopinzinho, na tarde da última terça-feira (07), e que os objetos furtados eram semelhantes aos localizados. Ainda em decorrência da ação, com apoio da Polícia Civil, foi localizado no teto do veículo do suspeito, mais três relógios sendo um de ouro, uma faca, e uma corrente de ouro.

O homem que não teve o nome divulgado pela polícia foi detido o e encaminhado a Delegacia de Policia Civil de Coronel Vivida.