• Compartilhe no Facebook

Kauana de 16 anos foi morta a tiros. Foto: Arquivo pessoal

O principal suspeito de ter cometido um duplo homicídio aqui na região sudoeste do Paraná em 2015 é réu confesso em outro crime bárbaro ocorrido no Rio Grande do Sul na última sexta-feira (26). Diligências que terminaram na madrugada da quarta-feira (01) prenderam Leandro Daniel Hoffmann (foto) de 31 anos, acusado de ter matado Irene Fonseca de 67 anos e a adolescente Kauana Souza, de 16. Segundo o delegado responsável pela Polícia Civil de São Marcos na região de Caxias do Sul onde o crime aconteceu, Edinei Albarello, o acusado disse ter uma desavença com o pai da adolescente e na noite da sexta-feira (26) alterado por causa da bebida,  pegou uma carabina de pressão adaptada para uma espingarda calibre.22 e foi até a casa do vizinho para resolver o suposto problema.

A idosa teria entrado em luta corporal com Hofmann. Kauana teria tentado ajudar a avó no momento em que ele efetuou dois disparos, um em Irene, que morreu no local e outro na adolescente que conseguiu fugir mas foi alcançada do lado externo da casa onde foi vítima de outro disparo que teria causado a sua morte.

O acusado colocou o corpo da menina dentro de um riacho e cobriu com pedras. As chuvas fizeram aumentar o volume das águas, dificultando a sua localização. Após esconder o corpo, ele voltou até a residência e incendiou o local. Ele teria ido a pé até a localidade de Vila Oliva, distante cerca de 70 quilômetros da cena do crime. Um menino, de 7 anos, irmão de Kauana, presenciou todo o crime e conseguiu fugir, se escondendo na mata antes de procurar ajuda em uma casa vizinha.

DUPLO HOMICÍDIO EM CAPANEMA

Leandro Daniel Hoffmann era foragido da Justiça de Capanema, aqui na região sudoeste onde é acusado de ter matado os irmãos Marcos Floriano e Marcelo Floriano, em junho de 2015.

Com colaboração: leouve.com.br