Elizett Gelinski era figura conhecida na comunidade abelardense (Foto:Reprodução/Facebook)
  • Compartilhe no Facebook

Elizett Gelinski era figura conhecida na comunidade abelardense (Foto:Reprodução/Facebook)

A professora aposentada Elizett de Lourdes Volenkevicz Gelinski, 52, foi morta pelo próprio filho, um rapaz de 21 anos, no final da noite de domingo (01), em Abelardo Luz, Oeste de Santa Catarina. O rapaz teria sofrido um surto psicótico, possivelmente em decorrência de dependência química, e atacado a mãe.

Segundo a Polícia Militar, pouco antes do crime, a guarnição havia sido acionada para conter o jovem, que estava violento, negando-se a ser medicado. O pai do rapaz dispensou a ajuda policial. Cerca de meia hora depois, o crime foi registrado. Utilizando-se de uma faca de cozinha, desferiu um golpe contra a mãe, atingindo-lhe na região do abdômen.

A vítima recebeu os primeiros atendimentos em casa, sendo encaminhada para o hospital Nossa Senhora Aparecida, mas não resistiu, falecendo pouco depois. Inicialmente, o jovem foi preso por lesão corporal, porém, quando confirmada a morte da mãe, foi preso em flagrante por homicídio e encaminhado ao Presídio Regional de Xanxerê.

O corpo de Elizett será velado na Capela Mortuária da Funerária Aguiar. O sepultamento será realizado às 17h30 desta segunda-feira (2) no Cemitério Municipal de Abelardo Luz.